3 dicas para organizar sua vida financeira

Pagar as contas do mês e ter a sensação de que o salário simplesmente sumiu, é uma situação que muitas pessoas já passaram. Mas você sabia que existe uma saída para isso? Confira as nossas dicas.


Organizar as finanças do mês não é tarefa fácil, especialmente quando passamos por um cenário de crise econômica e aumento dos preços. A sensação é de que a cada mês o salário rende menos e as contas ficam mais caras, não é?

Apesar de não ser algo simples, se organizar financeiramente é crucial para a manutenção dos gastos, além de trazer maior segurança em diversos aspectos da vida. Por isso, separamos abaixo algumas dicas para lidar melhor com o seu dinheiro.


Por que organizar melhor minha vida financeira?


Se engana quem pensa que ter as finanças na ponta do lápis e saber exatamente para onde vai o seu dinheiro é algo exclusivo para investidores e amantes do mercado financeiro.

Pelo contrário, esse é um item essencial, que deveria fazer parte da rotina de todas as famílias. Isso porque organizar-se financeiramente vai muito além de planejar investimentos e acumular patrimônio.

É claro que contar com uma reserva de emergência é fundamental para situações inesperadas que acabam ocorrendo ao longo da vida, mas já pensou poder se livrar das dívidas, ou até mesmo realizar um sonho ou viagem sem se preocupar em cortar os gastos do mês para que isso seja possível?

É disso que se trata a organização financeira: segurança e poder de escolha.

Confira abaixo as nossas dicas.



Dicas para organizar a sua vida financeira


1. Tenha uma planilha de gastos organizada


Saber exatamente qual a sua renda mensal e para onde ela vai é o primeiro passo para a construção de uma organização em torno das suas finanças.

Neste momento é importante listar os gastos fixos como contas de água, luz e internet, mas o que muita gente se esquece são dos gastos variáveis, como aqueles realizados com alimentação ou para o lazer, por exemplo, e que representam uma boa parte dos custos mensais.

Com esses dados em mãos, é possível observar, primeiramente, se as contas fecham ou não, ou seja, se você gasta menos do que ganha ou contrário. Caso os gastos superem os ganhos, é o momento de pensar no que pode ser cortado das despesas.


2. Elimine ou reduza despesas que não são fundamentais


A partir do panorama completo da sua renda, é possível entender exatamente para onde o dinheiro está indo (quem nunca teve a sensação de que o salário simplesmente desapareceu sem saber o que aconteceu com ele?), e assim planejar o que fazer para melhorar a situação.

A primeira dica é eliminar gastos desnecessários como, por exemplo, a assinatura de streaming que você não tem mais tempo para assistir, ou a academia que você não frequenta há meses. Somente isso já é capaz de reduzir boa parte das despesas e equilibrar as contas.


Em seguida, é válido avaliar se alguns serviços podem ser renegociados e ter seus valores reduzidos como no caso de pacotes de telefonia ou internet. O mesmo deve ser feito no caso de se possuir dívidas e contas em atraso, as quais devem ser tratadas como prioridade para melhorar sua saúde financeira, e que podem ser negociadas diretamente com o banco ou com a instituição credora, a fim de se obter condições de pagamento que não prejudiquem seu orçamento mensal.


3. Estabeleça metas


O último ponto de um bom planejamento financeiro é entender onde se quer chegar: se livrar das dívidas, realizar uma viagem, investir em uma faculdade, etc.

Com isso, é possível planejar quanto de sua renda mensal precisa ser guardada ao longo dos meses, realizando alguns cortes e ajustes para atingir seus objetivos.

O importante é estabelecer metas que sejam plausíveis para sua realidade. Escolher economizar R$ 1.000,00 por mês, por exemplo, pode ser algo inatingível para o seu momento e acabar gerando uma frustração e ainda mais desorganização da sua saúde financeira. Ainda que os valores economizados sejam pequenos, o importante é que eles existam e você seja fiel às metas traçadas.

A sensação de perceber suas finanças entrando nos trilhos e fluindo sem gerar dor de cabeça fará todo o processo ser mais simples e prazeroso.




Gostou do conteúdo? Siga a gente nas redes sociais no Facebook, Instagram e LinkedIn.


Está precisando de empréstimo rápido e fácil? Acesse e converse com a gente!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo