top of page

Como renegociar dívidas: o momento de quitar suas dívidas

Entenda as vantagens de renegociar suas dívidas e como realizar essa renegociação para quitá-las.



Quem nunca precisou negociar as dívidas que atire o primeiro boleto! Se você está precisando renegociar as suas e precisa saber mais sobre o esse processo, está no lugar certo! Aqui, você vai encontrar tudo o que precisa para poder realizar a renegociação e quitar sua dívida.


Renegociar suas dívidas é uma das melhores opções se você deseja conquistar a sua liberdade financeira e sair do endividamento. É possível tomar o controle das suas finanças!


Vantagens de renegociar uma dívida


Para começar, ao renegociar, fica mais fácil de você conseguir a quitação sem comprometer o orçamento, com menores taxas de juros, um valor menor e até mesmo prazos maiores para pagamento.


Depois, você pode observar o seu nome ser limpo! O seu score ira subir e, caso precise de algum empréstimo ou financiamento, conseguirá de maneira mais prática e rápida. Afinal, os bancos ficam sempre atentos ao risco de levarem um calote. Estar com o nome limpo é sempre bom.


No momento em que você renegocia suas dívidas, é possível também trocar suas dívidas caras por dívidas baratas. Os prazos serão melhores e, acredite, as taxas de juros poderão caber no seu bolso. Para fazer essa troca, é aconselhável que você opte por empréstimos com garantia de imóvel e empréstimos com garantia de veículo, pois são os que têm as menores taxas do mercado.


Outra opção é o crédito consignado privado: ele tem taxas a partir de 1,50% ao mês e as suas parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento do colaborador, reduzindo o risco de não pagar.


Outra vantagem importante é que, ao renegociar as dívidas você acaba com o efeito bola de neve gerado e aprende a não ficar mais endividado. Aliás, você quer realizar seus sonhos e ter novas conquistas, não é mesmo? Não dá para ficar se endividando sempre. Com uma boa consciência e planejamento, você evita as dívidas e entende a importância de não gastar dinheiro só porque teve um soluço.


E bom! É a partir daí que você estará organizado financeiramente e terá entendido mais sobre a educação financeira. Terá uma noção maior do gerenciamento de riscos e de como planejar seus gastos, e poderá viver mais tranquilo, aliviado e com muita saúde.


Como renegociar as dívidas?


Antes de tentar renegociar, você precisa saber quanto deve. Isso ajuda a calcular o valor devido e a oferecer sugestões de alívio. Para fazer isso, é bom entrar em contato com seu banco e pedir um valor atualizado da dívida, incluindo juros e todas as taxas relacionadas.


No início de uma renegociação de dívida com o banco, é preciso examinar a proposta de desconto total da dívida. Se você abrir essa nova conta com parcelamento, cuidado com os juros, pois mesmo que o valor mensal seja baixo, corre o risco de sair caro no longo prazo.


Durante a renegociação, as instituições financeiras sempre fazem a primeira oferta. Uma dica aqui é não aceitar ofertas que não se encaixem na sua situação financeira. Se as tentativas de renegociação da dívida não forem bem-sucedidas, saiba que você tem a opção de transferir a dívida para outra instituição financeira com melhores condições, por meio de uma solução chamada de "portabilidade de crédito".


Outra boa opção para sair do aperto é o Saque Aniversário do FGTS. Por meio dessa modalidade, você pode sacar, todos os anos, um valor do dinheiro acumulado do seu FGTS, que varia de acordo com o total disponível na conta. Dessa forma, você pode utilizar um dinheiro, que antes estava parado, para pagar algumas dívidas e reduzir o quanto você deve. O importante é ficar de olho nas regras, pois quem escolhe pelo saque aniversário do FGTS não terá direito de receber o valor disponível na conta em caso de demissão, por exemplo. Assim, é importante ter um bom planejamento antes de tomar qualquer decisão.




Entendeu a importância de renegociar dívidas? Não deixe para amanhã a dívida que você pode renegociar hoje!


Gostou do conteúdo? Siga a gente nas redes sociais no Facebook, Instagram e LinkedIn.
23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page