3 coisas que você precisa saber antes de solicitar um empréstimo consignado

O empréstimo consignado é uma das modalidades de crédito que mais apresenta vantagens para os seus solicitantes, por isso separamos algumas dicas para você acertar no momento de realizar a contratação


O crédito consignado é uma modalidade de empréstimo que permite que você adquira crédito de forma simplificada, sem precisar se preocupar com processos lentos e burocráticos como a da maior parte dos métodos de empréstimo, além de contar com taxas de juros mais atrativas que seus concorrentes.


Dessa forma, o empréstimo consignado é uma ótima alternativa para quitar ou renegociar dívidas, ou até mesmo para tirar um plano do papel.


O que é o Empréstimo Consignado?


Sendo mais comum entre servidores públicos, aposentados e pensionistas, esse modelo de concessão de crédito possui como principal diferencial o fato de ter suas parcelas descontadas diretamente do benefício recebido pelo contratante (como pensão ou aposentadoria), ou no contracheque e holerite, o que permite à instituição financeira obter mais confiança no momento de liberar o valor para o solicitante.


Isso torna o empréstimo consignado uma das formas mais rápidas e simples de ter seu crédito liberado.


Vantagens do empréstimo consignado


Possui as taxas de juros mais baixas do mercado


As taxas de juros do empréstimo consignado são controladas, em sua grande maioria, pelo governo, especialmente no que diz respeito à convênios firmados com o INSS.


Isso quer dizer que a modalidade conta com um texto de juros pré-fixado, o qual é menor que outros meios de empréstimo pessoal como, por exemplo, o cartão de crédito ou empréstimo com débito diretamente na conta corrente.


Dessa forma, os juros do empréstimo consignado são definidos no momento da contratação, garantindo que o solicitante saiba exatamente quanto vai pagar no contrato. Isso também faz com que as parcelas do empréstimo sejam fixas, permitindo um maior controle financeiro por parte do beneficiário que não terá surpresas com valores que comprometam sua renda no futuro.


Não é necessário um fiador ou avalista


Para determinados empréstimos pessoais, é exigido por parte da instituição financeira que o responsável pela solicitação conte com um fiador ou avalista, ou seja, uma pessoa que irá se responsabilizar pela quitação da dívida caso o contratante não seja capaz de cumprir o acordo.


Tal necessidade se torna um impeditivo para muitas pessoas, e dispensá-la é uma das grandes vantagens do empréstimo consignado, que utiliza o próprio salário ou benefício de pensão ou aposentadoria do solicitante como garantia de pagamento da dívida.


Outro benefício do solicitar um empréstimo por essa modalidade é o fato de contar com a liberação de crédito mesmo para negativados, um perfil de risco que dificilmente consegue acesso a crédito nos bancos.


Não há comprometimento da renda mensal


Utilizar o salário fixo ou benefício como garantia de pagamento para o empréstimo, e contar com o desconto automático na folha de pagamento, são itens que podem preocupar ou assustar a pessoa no momento da contratação, mas é importante ter em mente que o empréstimo consignado não irá comprometer mais que 30% da mensal do beneficiário.


Essa garantia é importante também para evitar um problema muito comum de “superendividamento”, que acontece quando a renda do contratante é comprometida a ponto de que este ser capaz de cumprir o contrato.


É válido lembrar que a regra não é aplicada sobre cada contrato de empréstimo, mas sobre todos eles. Isso significa que, caso já exista um empréstimo consignado em aberto, há a possibilidade de contratar outro, desde que a soma das parcelas de ambos os contratos não extrapole os 30% mensais.


Além disso, essa é a modalidade que costuma contar com os maiores prazos de pagamento, podendo chegar a até 96 meses, tendo ainda a possibilidade de refinanciamento durante o contrato ou de portabilidade para uma instituição financeira com taxas melhores.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo